Verdurinhas, Receitinhas e Afins

Tuesday, October 31, 2006

Aditivos animais e a sua origem

Encontrei uma página na web onde indica os aditivos alimentares e a sua possível origem animal. A página pertence à Acção Animal. Vale a pena explorarem o site.

Contribuição para o não sofrimento dos animais...

Muitos são os dias em que acordo e sinto-me hipócrita, isto porque sou ovo-lacto-vegetariana e não como animais. Duas das razões para isso são: quero contribuir para o não sofrimento dos animais e a melhoria de qualidade de vida através de uma alimentação muito mais saudável.

Eu tento contribuir para o não sofrimento dos animais mas, no fundo quando analiso bem a situação não contribuo assim muito. É verdade que não como-os mas, e então as roupas? Os corantes que muitas vezes a comida que comemos já processada tem? Os testes em animais que muitas das coisas utilizadas no nosso dia-a-dia? Nada disto é contribuir para o não sofrimento dos animais, eles continuam a sofrer.

Como podemos melhorar ainda mais nestes pontos (e muitos mais)? É verdade que a pasta de dentes, o champô, o creme corporal, e muitas outras coisas foram testadas em animais que sofreram aquilo que queremos que não sejamos nós a sofrer. E por isso, eles sofrem por nós.

Não é justo, é verdade. Mas o que fazer?

Na minha opinião, visto quando existe um produto novo no mercado é sinónimo de que mais uns ratinhos, coelhos e por vezes macacos, tiveram de sofrer para eu poder usá-lo, decidi que não irei comprar novos produtos, irei utilizar o que existe já disponível no mercado. O ideal (que é sempre tão utópico) seria a utilização de produtos não testados em animais… mas o preço, quase sobre-humano, impossibilita o cidadão comum de comprá-los. É uma pena, porque toda a gente saia a ganhar, nós e os animais, provavelmente as empresas que os fabricam é que não pensam assim. É uma pena.

Assim, como não sou rica, não ganhei o Euro milhões nem fui ao BES ainda não consigo realizar aquilo que tanto quero realizar, minimizar ao máximo o sofrimento dos animais. Quem sabe um dia consiga comprá-los, ou pelas razões acima ou simplesmente as empresas diminuíram o preço dos produtos.

Hoje em dia não uso nada que tenha pele ou lã. Dou preferência ao algodão e sintéticos. Na minha opinião as ovelhinhas sofrem quando são tosquiadas.

Em relação aos corantes ainda não consegui encontrar uma fonte fiável onde eu possa encontrar a “tradução” dos EEzinhos para algo que podemos compreender e saber a sua origem [aviso ao leitor: se souber de alguma coisa sobre o assunto ou encontrar algo relacionado, peço que envie-me para o e-mail (taniafirme@netcabo.pt) sff - Obrigado].

Gostava que reflectissem sobre o assunto e dessem até ideias de como superar alguns destes problemas.

Friday, October 27, 2006

Venho pedir desculpa aos leitores deste blog pelo meu desaparecimento. Devido a encontrar-me no ultimo ano do meu curso tenho andado com pouca disponibilidade para procurar novas receitinhas, cozinha-las e colocá-las aqui.


O que me vale é que tenho uma pessoa que fez esse trabalho por mim e conseguiu arranjar novas receitinhas e que segunda ela "são muitos boas". Então vamos lá ver quais são...


Esparguete com feta (15min/2 pessoas)


- 115g de esparguete

- àgua

- 1 dente de alho

- 2 colheres (sopa) azeite

- 8 tomates-cereja

- noz moscada

- sal e pimenta

- 75g queijo feta

- 1 c. sopa de mangericão

- azeitonas pretas


1. coza o esparguete al dente; escorra e reserve num prato. No tacho onde cozeu o esparguete, aqueça o alho esmagado no azeite, durante 1 ou 2 minutos, e junte os tomates cortados ao meio. Em lume forte, frite os tomates por 1 minuto e remova o alho.

2. Deite o esparguete de novo no tacho; tempere com noz moscada, pouco sal e pimenta. Junte o queijo desfeito e o mangericão. Sirva quente, guarnecido com azeitonas pretas.

DICA: Como o queijo feta é um queijo muito salgado, não coloque muito sal na água onde vai cozer o esparguete.


Omeleta enrolada (20min/4 pessoas)


- 3 ovos

- 1 c. sopa de molho de soja

- 1 c. sopa de sementes de sésamo

- sal e pimenta

- 1 c. sopa de óleo de girassol

- 75g queijo-creme com alho

- 1 molho de agriões


1. Bata os ovos com o molho de soja e as semente de sésamo; tempere. Aqueça o óleo numa frigideira larga e, quando estiver bem quente, verta a mistura de ovos, de forma a cobrir todo o fundo, uniformemente. frite até que fique firme. retire do lume e reserve a omeleta na frigideira por alguns minutos. Vire-a sobre uma tábua de cortar e deixe arrefecer completamente.

2. Bata o queijo-creme, tempere-o e misture-lhes os agriões cortados. Espalhe esta mistura sobre a omeleta e enrole-a. envolva-a em película aderente e leve ao frigorifico. Sirva-a cortada ás fatias finas.


Bolinhos de Tofu (30min/4 Pessoas)


- 350g de Tofu

- 6 cebolinhas

- 2 c. sopa de salsa

- 3 c. sopa de miolo de noz

- 100g de pão ralado

- 2 c sopa de queijo ralado

- sal e pimenta

- óleo


1. Misture o tofu com as cebolinhas laminadas, a salsa, as nozes, o pão e o queijo ralado. Amasse o preparado e tempere a gosto. Fça 8 bolinhos com a mistura

2. Aqueça o óleo e frite os bolinhos, até ficarem dourados. Escorra sobre papel absorvente.

DICA: Acompanhe estes bolinhos com um molho de alcaparras (1 c. chá), polpa de tomate (1 c. chá) e queijo-creme (150 ml)


E pronto, aqui estão. Para ser sincera ainda não experimentei-as, mas vontade é o que não falta. Só de ler já dá água na boca.


Quero agradecer à Fátima por ter disponibilizado as receitas (OBRIIIIIGADOO ;)). Quem quiser também contribuir... é só enviar para o meu e-mail (taniafirme@netcabo.pt).


Jinhus e cozinhem muito ;).

Saturday, June 17, 2006

Para os dias de calor

Eu sei que tenho andado muito desaparecida mas, nem tempo tenho tido para o meu lado criativo na cozinha. Embora não tenha cozinhado a receita que vou colocar aqui em baixo, tenho a certeza que é muito saborosa, fresca e muito apropriada para os dias de calor que ainda virão depois desta semaninha de trovões e chuvinha.


A receita que hoje trago é uma salada de beterraba com aipo. Arranjei umas fotos dos ingredientes menos familiares à maioria das pessoas.


Salada de beterraba com aipo


Ingredientes:

2 beterrabas cozidas

2 talos de aipo

1 laranja

1dl de sumo de maçã

1 raminho de salsa

1 raminho de coentros

1 raminho de cebolinho

2 chalotas

1dl de azeite virgem ou óleo de girassol

1c.sopa de vinagre de cidra

Sal


1. Rale a beterraba para uma tigela. Juntelhe o aipo às fatias e a laranja às rodelas, sem casca. Regue com o sumo de maçã e envolva tudo muito bem.

2. Tranfira a salada para um prato e polvilhe com parte da salsa, dos coentros e do cebolinho picados.

3. Corte as chalotas às fatias muito finas e envolva com o azeite, as restantes ervas picadas e o vinagre.

4. Tempere com sal, deite sobre a salada e sirva de seguida.


Bastante fácil, não é? Optima para acompanhar algo ou simplesmente como uma refeição leve (por exemplo à noite).



Agora acerca de alguns ingredientes.



As beterrabas podem ser compradas já cozidas. Geralmente vêm embaladas em packs de 2 ou 3. Também podem comprar-se sem serem cozidas e nesse caso temos de as cozer (lavem-nas mas não tirem a casca quando as colocarem a cozer, deste modo perde-se menos vitaminas).



Os aipos têm um sabor muito caracteristico, muito fresco. É óptimo para saladas.


O cebolinho não é mais do que as a planta em si de um tipo de cebolas. É usado do mesmo modo que a salsa e os coentros. Não encontrei imagem para o cebolinho mas, se fizerem uma visitinha à parte dos frescos no hipermercado de certeza que vão encontrar ;).



As chalotas são um tipo de cebola. Não têm um sabor tão activo como as cebolas mais comuns.


Penso que todos estes ingredientes podem ser encontrados em todos os hipermercados e alguns supermercados como o Pingo-Doce.


Bon Apetit

Wednesday, May 24, 2006

Bem... tenho andado desaparecida por estas bandas. O problema é a quantidade de coisas que tenho para fazer e o tempo fica curto para passar por aqui e escrever algo de jeito.


No meu próximo post, vou tentar deixar dicas onde se pode comprar alguns ingredientes de produtos utilizados na cozinha vegetariana.


Jinhux a todos.

Wednesday, February 01, 2006

.:: Alho Francês à Brás ::.

Hoje finalmente fiz a dita receita de Alho francês à brás. É um prato simples e rápido (cerca de 35 min) de fazer. Esta receita foi adapatada da receita original da revista "Cozinha Vegetariana" do mês de Julho de 2005.


Alho Francês à Brás


Ingredientes:

2 cebola

3 dentes de alho

1 dl de azeite virgem

2 alho francês

Sal

Pimenta

75g de batata-palha de compra

2 ovos

Salsa


1. Corte a cebola às rodelas finas e pique os dentes de alho e salteie no azeite quente. Acrescente o alho francês, também às rodelas finas e deixe alourar.

2. Tempere com sal e pimenta, deixe apurar.

3. Envolva a batata-palha e adicione os ovos. Cozinhe lentamente, mexendo sempre, até os ovos solidificarem. Rectifique o tempero, polvilhe com salsa picada e sirva.


Valor energético: 362kcal



Espero que desfrute do prato e Bon apetit

Thursday, January 26, 2006

.:: Hamburguer's de proteína de soja com aveia ::.

Desde que tornei-me vegetariana que ando a tentar encontrar uma receita de hamburguer's vegetarianos que eu seja capaz de fazer. O problema na maioria das vezes é a consistência, o que traduz-se depois numa dificuldade de moldar o hamburguer. Pois hoje consegui fazer uma receita de hamburguer onde não existe problemas de consistência da "massa" e que além de rápida é super fácil. Hoje deixo aqui uma receita de haburguer's de proteína de soja com aveia.


Hamburguer's de proteína de soja com aveia


Ingredientes:

250g de proteína de soja moída

250g de aveia em flocos

1/2 chávena (chá) de shoyu

4 colheres (sopa) de molho de tomate

Temperem com noz moscada, pimenta e sal

Azeite para refogar


1. Hidrate a soja com água quente durante cerca de 20min.

2. Corte a cebola e refogue com azeite.

3. Adicione o molho shoyu, o molho de tomate, os temperos e o sal (atenção o shoyu já é salgado).

4. Escorra o excesso de água da soja e adicione ao refogado. Deixe apurar bem.

5. Junte a aveia e misture bem. Deixe apurar mais um pouco.

6. Apague o lume e deixe arrefecer um pouco. Depois modele os hamburguer's.


Quando moldarem os hamburguer's podem faze-lo em cima de papel vegetal, deste modo podem movimentá-los facilmente de um lado para o outro sem desmancharem. Podem ainda congela-los (deixando o papel vegetal) ou, se preferirem, prepará-los na hora, fritando-os numa chapa quente com um pouco de óleo ou assa-los num forno pré-aquecido.


A receita rende 15 hamburguer's (dependendo do tamanho, claro!) e demora cerca de 40min a preparar.



Para a semana vou tentar uma receita que tenho de alho francês à brás. A receita é também muito fácil de elaborar e deve ser muito apetitosa, para quem adooooora alho francês.

Tuesday, January 17, 2006

.:: Mousse de Banana ::.

Estes dias têm sido para mim, dias de muito estudo e com o friozinho que tem estado lá fora só apetece docinhos, então cá vai a receita de um.


Mousse de banana


Ingredientes:

3 bananas

Sumo de 1 limão

2 c. (sopa) de farinha de alfarroba

1 c. (sopa) de malte em pó

1 c. (sopa) de coco ralado


1. Comece por arranjar as bananas, descascando-as, cortando-as depois às rodelas e regando-as com o sumo de limão.

2. Reduza-as a puré e adicione a farinha de alfarroba e o malte em pó. Mexa toda a mistura muito bem e verte-a para uma taça de servir.

3. Antes de levar para a mesa, polvilhe a mousse de banana com o coco ralado e sirva a sobremesa bem fresca.


[Receita para 4 pessoas; 358kcal]



Ainda não o fiz, mas que deve ser bem bom, lá isso deve ser :).


JiNhUx